25 de outubro de 2010


Para se roubar um coração, é preciso que seja com muita habilidade,
tem que ser vagarosamente, disfarçadamente, não se chega com ímpeto, 
não se alcança o coração de alguém com pressa. 
Tem que se aproximar com meias palavras, suavemente, 
apoderar-se dele aos poucos, com cuidado. 
Não se pode deixar que percebam que ele será roubado, 
na verdade, teremos que furtá-lo, docemente

Luís Fernando Veríssimo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Beijos doces e coloridos para quem fez a doçura de vir deixar um carinho... Lhe desejo mais amor, mais vida, mais felicidade!